Divulgação


Notícias Atualizadas

A farsa contra Alemães.



Fivela de cinto nazista com a frase: “GOTT MIT UNS” (“Deus conosco”). Este apetrecho não era distribuído aos nazistas pela Igreja Católica, e sim pelo bispo luterano, protestante, evangélico e nazista Ludwig Muller (bispo do Reich).

O bispo luterano, protestante, evangélico Ludwig Muller (bispo do Reich), em encontro nazista: apoio incondional a Hitler! http://pt.wikipedia.org/wiki/Ludwig_M%C3%BCller

Sacerdotes católicos, fazendo a “saudação alemã” aos jovens em um encontro da juventude católica no estádio de Berlin-Neukolln, em agosto de 1933. Este gesto, ao contrário do que se propala, não é uma "saudação nazista" a Hitler, e sim alemã: “Deutscher Gruß”, ( literalmente: “O cumprimento alemão” ).
Pura má fé, de quem calunia sobre esta foto, que é do período em que a Alemanha era proibida de produzir armas.
A Enciclopédia Brockhaus, registra que a saudação alemã, deriva dos gestos usados durante a coroação de reis alemães medievais juntamente com a exclamação de “Heil”. A gravura acima, é um retrato do expositor (1852), que retrata uma reconstrução da cerimônia de posse de um rei alemão que viveu muito antes de Hitler. 

passagem do Arcebispo Cesare Orsenigo, chefe do Corpo Diplomático, em Nuremberg, em Setembro de 1933, quando a Alemanha era desarmada. O Vaticano é um país, e este Arcebispo representava-o, como todos os outros chefes de corpo Diplomático de outros paises reprentavam e representam seus países, na Alemanha e no mundo inteiro.
A PLACA ACIMA FOI DOADA NO ANO DE 1946, PELOS JUDEUS, AO PAPA PIO XII
Tradução: “Os judeus para a Sua Santidade Pio XII
O Congresso dos Delegados das comunidades israelitas italianas, realizado em Roma, pela primeira vez após a Libertação, é obrigado a pagar tributo a Sua Santidade, e, para manifestar o mais profundo sentimento de gratidão de todos os judeus, por mostrar a Fraternidade humana da Igreja durante os anos de perseguição e quando suas vidas foram postas em perigo pelas atrocidades nazi-fascistas. Muitas vezes, sacerdotes suportaram prisões e campos de concentração e até mesmo sacrificaram as suas vidas para ajudar os judeus. Essa prova que o sentimento de bondade e caridade que ainda conduz o justo tem servido para diminuir a vergonha das indignidades suportadas, o suplício sofrido das perdas de milhões de seres humanos. Israel ainda não terminou o sofrimento: Os judeus sempre lembrarão o que a Igreja, sob ordens do papa, fez por eles naquele momento terrível ". Moção aprovada pelo Terceiro Congresso da Comunidade Israelita Italiana realizado em março de 1946.

Tal matéria foi muito bem elaborada pelo blog http://fimdafarsa.blogspot.com.br/2009/10/resposta-ao-pastor-sergio-ricardo.html


0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright @ 2010 - Infobender - Design by Analista Sistema Rodrigo Bender Infobender